quinta-feira, 12 de março de 2009

O caso do comboio da Figueira

Depois de ler o post http://palavras-cruzadas.blogspot.com/2009/03/ligacao-ferroviaria-figueira-da-foz.html, tendo sido durante vários anos utente do mesmo vai-vem, não resisto a comentar.

Vejamos o que se passou:

Umas senhoras recolheram durante a viagem assinaturas para um abaixo-assinado de protesto contra os recorrentes atrasos na linha Figueira da Foz - Coimbra. O revisor chamou a polícia, que respondeu à chamada, identificando as senhoras à chegada à Figueira da Foz, como organizadoras de um movimento, pelos vistos uma infracção legal.

Claro que logo apareceram os comentadores com acusações de fascismo, acção pidesca, etc., que só podem ser fruto de mentes seguidoras de ideias comunistas, anarquistas e outras ideias subversivas, bem como de organizadoras de campanhas negras.

Vejamos do que, em minha opinião, se trata:

A CP ( ou lá como se chama agora a empresa dos comboios), conhecedora do estado deficitário do turismo da Figueira da Foz e sabendo o chamariz de multidões que são as reconstituições históricas, resolveu dar uma ajudinha.

Já imaginaram as multidões que se deslocarão à Figueira, vindas da Austrália, Canadá, quiçá do Burkina-Faso, para verem e andarem num comboio que consegue fazer os míseros 50 Km da Figueira a Coimbra no tempo de 1h 06m, à estonteante velocidade média de 45 Km/h?

Assim, resolveram dar essa prenda à Figueira, com um comboio de há 50 anos atrás.

Então acreditam que um revisor, em 2009, ia chamar a polícia por alguém andar a recolher assinaturas? Claro que é uma reconstitução de algum "bufo" de há 50 anos!

Acreditam que a PSP da Figueira da Foz, a braços com traficantes de droga e outra bandidagem às dúzias, ia perder tempo a atender uma denúncia de "organização de movimento"? Obviamente que não. Os senhores fardados eram figurantes da já referida reconstituição!

Estão esclarecidos?

5 comentários:

Nuno Guimas disse...

A linha Figueira-Coimbra e o seu péssimo funcionamento que se arrasta durante anos e anos só pode ser explicada por uma conjuntura sociológica de falta de união para lutar por direitos comuns, pela extrema incompetência e pela indiferença total por parte da classe política regional. Aliás, até havia quem por anedota lhe chamasse a linha do "Far-West". Será que Alfarelos, por exemplo, ainda funciona tão mal como antigamente?

belinha disse...

Olá!Só hoje pude vir até ao seu blog.Ainda me vou demorar um pouco a esta nova rotina pelo que chego sempre tão cansada que à noite já nem me apetece abrir o PC! Esta situação é escandalosa mas é tão escandalosa quanto estado em que a Figueira da Foz se encontra. A cidade é bonita mas está deserta no Inverno: o comércio está agonizante, não há movimentação cultural.Eu vim para cá fazer o Liceu na década de 80.Daí para cá a cidade cobriu-se de prédios e agora é só contar o número de tabuletas Vende-se. Não sou bairrista,não sou esse género de pessoa.Mas isto é triste.As pessoas saiem daqui de manhã e regressam à noite a cidade é mero dormitório.Neste quadro a situação da linha está condizente:ineficaz,obsoleta.Nós quase podíamos ser zona metropolitana de Coimbra,são quarenta e poucos quilómetros.Um ligação expedita podia ser muito útil.Mas não:aquilo é assim há anos e anos.Eu estive uma dezena de anos sem usar o comboio e quando retomei tudo estava mais ou menos na mesma, senão pior, porque outros tempos exigiriam outro serviço...enfim...Obrigada pelo seu comentário!

samuel disse...

Esta é uma "bela" estória! Mais uma...
Ainda por cima chego aqui e vejo o meu blog habitando a lista. Vou já pendurar o "observador" na lapela do "cantigueiro".

Abraço

Nelson Peralta disse...

Já tinha lido este post, e é incrível como numa democracia há manifestações e recolhas de assinaturas que não ilegais!!

belinha disse...

Olá!Venho aqui informar que existe uma lei que tornou a recolha de assinaturas nos comboios alvo de contra-ordenação se não for obtida autorização da CP! Isto, na sequência daquele incidente que relatei.Li a lei e acho que ela trata as pessoas como macacos.Andei tantas, mas tantas vezes de comboio e nunca assisti a comportamentos recorrentes como os descritos.Claro que algumas vezes a gente vê umas coisas esquisitas, mas isso é normal,é episódico...Será possível que noutras linhas as pessoas não sejam civilizadas?